quinta-feira, 17 de março de 2016

Marcelo católico, Presidente da República laico


O cidadão Marcelo Rebelo de Sousa pode muito bem comportar-se como entender em matéria de convicções, rituais e salamaleques religiosos.

Mas já me parece muito mal que o Presidente da República ande a lambuzar os anéis cardinalício (recorde-se, por exemplo, a apresentação de cumprimentos dos convidados na posse) e papal (hoje no Vaticano).
Seja bispo, cardeal, papa, seja o que for, o PR deve limitar-se ao aperto-de-mão da convenção universal e digno da República laica que somos.