segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Sobre o ângulo cor-de-rosa da eleição de Guterres


Por muito que se afadigue certa imprensa e por muitos cliques que lhe rendam "notícias" como esta, o ângulo cor-de-rosa da eleição de António Guterres, a existir, é o mais desinteressante de todos. 

E insinuar, como faz "El Mundo", que a escolha se deve à fama da sua "parceira" é injusto para Guterres (independentemente de muitas críticas e reservas que poderemos apontar-lhe) e chega a ser ofensivo para a actriz.
São frivolidades como esta que minam a credibilidade da Imprensa.