sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Depois dos brasões, a praça, sff

O debate político-paisagístico estival na capital gira em torno de uma coisa que simplesmente não devia ser discussão há décadas - os "brasões" da "ex-colónias", moldados em buxo e flores, nos jardins da Praça do Império.
Argumenta o vereador dos espaços verdes que, além de degradados e de manutenção cara, tais brasões já não têm qualquer justificação, pelo que pretende acabar com eles.
Parece-me bem. E, já agora, faça o favor de aproveitar e acabar também com a toponímia do espaço. E que o exemplo seja seguido no Porto.
.