quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Federico García Lorca

Passam hoje 75 anos sobre o fuzilamento, na madrugada de 19 de Agosto de 1936, do poeta e dramaturgo universal de língua castelhana Federico García Lorca (n. Granada, 8/6/1898). Não consta que tivesse actividade política partidária, mas a inauguração do terror fascista de Franco e sua tropa não eram muito rigorosos quanto a pretextos. Segundo acusação que levou à sua prisão e assassinato, pouco depois do levantamento falangista (17 de Julho) apoiado por Hitler e Mussolini e da deflagração da guerra civil, constava que era espião dos russos, estava em contactos com eles, fora secretário de Fernando de los Rios e era homossexual. Ainda hoje este crime está por pagar.

Foto: sítio da Fundação Federico García Lorca