sexta-feira, 14 de abril de 2017

Para que servem as imagens da super-bomba?

Estou a pensar no problema ético que levanta a divulgação, hoje, pelos media, das imagens fornecidas pelo Pentágono relativas ao lançamento, ontem, da super-bomba norte-americana sobre um suposto alvo do auto-proclamado Estado Islâmico no Afeganistão.
É evidente que a divulgação das imagens do suposto alvo a ser atingido, a par de imagens da agora famigerada bomba divulgadas ontem, só tem um propósito: mostrar o poder destrutivo e intimidar - não o "EI", mas sim a Síria, a Rússia, a Coreia do Norte.
Perseguindo a divulgação objectivos de pura e dura propaganda belicista, talvez fosse aconselhável os media pensarem duas vezes (ou três, ou quatro, as que forem necessárias) antes de se prestarem a esse papel.
.