terça-feira, 22 de novembro de 2016

Liberdade de Imprensa e sigilo dos jornalistas


Notícias dos jornais diários de 19 de Novembro de 2016
No passado dia 18, foi proferida uma decisão histórica. Embora tenha sido anunciado o recurso de dois ou três dos condenados, não deixa de ser uma decisão histórica que seguramente será confirmada pela Relação de Lisboa e, se for o caso, pelo Supremo Tribunal de Justiça.
Trata-se de uma decisão histórica para o Jornalismo livre e para a Liberdade de Imprensa, especialmente no que tange à protecção do sigilo profissional dos jornalistas, e em particular à preservação da confidencialidade dos dados das comunicações efectuadas ou recebidas por jornalistas.
Devemos essa decisão à coragem, firmeza e determinação do jornalista Nuno Simas, ao conselho competente e avisado dos drs. Horácio Serra Pereira e Paula Tanganho (Gabinete Jurídico do Sindicato dos Jornalistas) e ao empenhado trabalho dos drs. Raquel Coimbra e Tiago Basto (que prestam serviço ao SJ).
É pena que quem devia ainda não percebeu nada do que estava - e está - em causa.

Viva a liberdade!
.