terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Rotulagem dos candidatos: e as televisões a dar-lhe...

Ao telejornal da hora de jantar em sinal aberto, as televisões repetiram o modelo de rotulagem, com pequenas variações, mas sem qualquer marca comprometedora para Marcelo Rebelo de Sousa. 

Aqui vai:
a) A RTP1 apresentou Marcelo rebelo de Sousa, Sampaio da Nóvoa e Marisa Matias pelos nomes e pelo qualificativo "candidato/a", Maria de Belém Roseira como a "ex-presidente do Partido Socialista" e Edgar Silva como "o candidato apoiado pelo PCP";
b) A SIC apresentou Marcelo Rebelo de Sousa pelo nome e com o habitual qualificativo de candidato, desta vez - surpresa! - fez o mesmo em relação a Edgar Silva e a Sampaio da Nóvoa, mas apresentou Maria Matias como a "a candidata apoiada pelo Bloco de Esquerda" e referiu-se a Maria de Belém Roseira como candidata "sem o apoio oficial do Partido Socialista mas apoiadas por figuras do PS";
c) A TVI referiu o apoio de um "histórico do PS" a Maria de Belém Roseira e anunciou a presença de um ministro "do Executivo de António Costa" numa iniciativa de Sampaio da Nóvoa, apresentou Marisa Matias pelo nome e pelo qualificativo "candidata", mas referiu-se a Edgar Silva como "o candidato apoiado pela CDU".
        
Será só distracção, falta de coordenação e ausência de critérios editoriais?