quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Uma coisa é uma coisa; outra coisa é outra coisa


Por falar em apropriações semânticas: Continuo a não perceber por que razões há quem chame "plenários" a reuniões com trabalhadores convocadas, organizadas e dirigidas por patrões e/ou gestores e/ou directores.
Alguma razão há-de haver, mas palpita-me que não gosto de nenhuma delas.
Se tiverem paciência, adianto já uma objecção de princípio muito clara: Aprendi há décadas que um plenário é uma reunião de trabalhadores, entre trabalhadores e convocada, organizada e dirigida pelos seus representantes.
E ainda esta explicação: Um plenário é uma reunião de carácter deliberativo ou pelo menos consultivo. E não me consta que as empresas vão cá em democracias...

.