domingo, 3 de agosto de 2014

Governador do BdP confirma "comentador"

O governador do Banco de Portugal veio, enfim, confirmar a "medida de resolução" para o Banco Espírito Santo (BES), já ontem anunciada pelo comentador Marques Mendes na SIC, confirmando também a revelação de MM segundo a qual a Administração anterior praticou, nos derradeiros dez ou 15 dias do mandato, actos graves e até ilícitos que agravaram em 1500 milhões de euros os prejuízos do banco.
As revelações de Marques Mendes, hoje caucionadas pelo supervisor bancário, confirmam que MM bebe do fino e se antecipa aos jornalistas, dando ele as "cachas" e parecendo, pelo menos, que os deixa mais a comentar do que a dar notícias novas. 
Não é a primeira vez que acontece e não será seguramente a última. Percebe-se que MM está bem informado; ou que o informam bem para que cumpra a sua missão. E isso deve ser tido em conta para discutir o papel, a missão e o poder dos chamados comentadores no sistema mediático...
.