domingo, 31 de agosto de 2014

Dá-lhes o sol da demagogia na moleirinha e é isto

Hoje foi a vez do secretário-geral do PS vir prometer a grande revolução no sistema eleitoral, de modo a que, explica, os portugueses possam escolher directamente o seu  deputado. A coisa é simples: ou através de círculos uninominais ou da selecção, pelo eleitor, do candidato que mais lhe agrade em determinada lista da sua escolha.
Entre outros pequenos problemas, incluindo o agravamento da indiferença de muitos eleitores (e de muitos candidatos...) pelo conteúdo dos programas e de transformação das eleições em concurso de gritaria e demagogia, o método de lista aberta que Seguro aponta abre o caminho a um perigoso retrocesso democrático, com o regresso em força do caciquismo. 
Com uma grande diferença: além dos arregimentadores do passado disputando os votos -  taberna a taberna, quinta a quinta, fábrica a fábrica, bairro a bairro, colectividade a colectividade - , multiplicar-se-ia por ene o número de "primárias" pelo país fora.
E com isso, o risco de multplicação exponencial do espectáculo deprimente que as "primárias" do PS estão dando, sem contar com o nada menos importante problema de, na moderna sociedade, tais disputas se travarem essencialmente na arena mediática, com o consequente e incomensurável rol de bizarrias que tal "fenómeno" representaria.
E que tal se Seguro se protegesse um pouco mais do Sol?
.