domingo, 27 de abril de 2014

Dois novos santos

Os papas João XXIII e João Paulo II desempenharam os papéis que desempenharam na História muito para além dos respectivos ministérios enquanto chefes de uma Igreja que tem o papel que ainda tem no concerto das nações.
Para muitos dos que os apreciam, sendo católicos ou não  - e se eu tivesse de pronunciar-me sobre algum deles, sempre destacaria o papel de João XXIII e a sua importante encíclica  Pacem in Terris e o decisivo Concílio Vaticano II - , seriam de maior utilidade se a Igreja que hoje os proclamou santos se limitasse a mantê-los simplesmente como antigos papas. Permaneceriam mais autênticos.
.