segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Desculpem lembrar...

Dezanove horas, 19 horas em ponto. Um cartão branco com um nome impresso a preto - Cristiano Ronaldo - emerge de um envelope de gala. O país explode, exultante; os ecrãs dos televisores chispam de alegria; as rádios troam de entusiasmo; os jornais prometem imprimir a felicidade.
Amanhã, a crise continua.
.